segunda-feira, dezembro 28, 2009

PRECARIEDADE NA SEGURANÇA AINDA É UMA MÁXIMA DA CHINA

Acidentes em minas deixam 17 mortos e 6 soterrados na China




Pequim, 28 dez (EFE).- Pelo menos 17 trabalhadores morreram e seis permanecem soterrados após dois acidentes em minas ocorridos nas últimas horas no sudoeste e norte da China, informou hoje a agência oficial "Xinhua".



No primeiro destes acidentes, 12 pessoas perderam a vida em uma explosão na mina Donggou, na localidade de Jiexiu, na província de Shanxi (norte).



Cinco responsáveis pela mina foram detidos após o acidente, já que aparentemente o poço era explorado em excesso e um dos muros da instalação tinha sido derrubado.



No outro acidente, cinco trabalhadores morreram e seis permanecem soterrados, também devido a uma explosão de gás em uma mina de carvão, neste caso na província sudoeste de Yunnan.



O acidente ocorreu à 1h50 local (15h50 de domingo em Brasília) na mina Malishu, do distrito de Shuangbai, informou o Governo local.



Equipes de resgate chegaram ao local do acidente duas horas depois e trabalham para tentar aceder ao lugar onde os trabalhadores estão soterrados.



As minas chinesas são as mais perigosas do mundo, devido à precariedade de seus métodos de segurança e à alta exploração de muitas delas, em um país onde o carvão é a principal fonte de energia (mais de 70% do total).



Os acidentes aumentam no inverno local, quando a demanda de carvão para calefação sobe em todo o país.



O gigante asiático registrou 1.954 acidentes em minas de carvão em 2008, nos quais morreram 3.215 pessoas, enquanto neste ano mais de 1.900 pessoas perderam a vida, segundo a Administração Estatal Chinesa de Segurança no Trabalho. EFE

Empregado é condenado a indenizar empresa

Reversão do jogo


A Servtec Engenharia de Utilidades obteve indenização por danos morais de um ex-empregado, que alegou em ação trabalhista que a empresa não cumpria normas de segurança. A informação é do jornal Valor Econômico. O valor da condenação foi equivalente a um salário do ex-funcionário, cerca de R$ 1,8 mil. A sentença é da 8ª Vara do Trabalho de Vitória. Cabe recurso.

Na ação, o trabalhador afirmou ter sido demitido sem justa causa, no seu período de estabilidade, quando era membro da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). Ele pediu indenização por danos morais, entre outras verbas, alegando que sua atuação como membro da Cipa foi limitada, já que a empresa não teria atendido suas reivindicações de melhoria no ambiente de trabalho.

O empregado, no entanto, confessou no decorrer do processo que renunciou ao cargo de membro da Cipa espontaneamente para assumir uma nova posição em outra empresa. E, como a Servtec comprovou observar as normas de segurança de trabalho e que a ação ajuizada pelo trabalhador gerou prejuízos à sua imagem, a juíza decidiu reverter a indenização por danos morais em favor da empresa.

Na sentença, a juíza Márcia Frainer Miura Leibel entendeu que a pessoa jurídica pode sofrer dano moral, conforme a Súmula 227 do Superior Tribunal de Justiça, de 1999, e o artigo 52 do novo Código Civil, que trata da proteção dos direitos da personalidade das empresas. "Assim, considerando que as alegações eram infundadas, revelando abuso do direito de demandar, causando prejuízos à imagem da ré, faz jus a ré à indenização por dano moral", diz a magistrada, que negou ainda o pagamento de qualquer verba indenizatória ao trabalhador.

Para a advogada da Servtec, Mayra Palopoli, do escritório Mazza e Palopoli Advogados, a reversão do dano moral contra o empregador se deu por conta de um pedido de reconvenção — uma peça processual que serve para pleitear um direito em uma ação em que a parte atua como ré. "A empresa tinha provas de que estava cumprindo todas as normas de segurança e que a ação gerou danos à sua imagem. Por isso, foi possível reverter a situação", afirma.


Fonte: http://www.conjur.com.br/2009-dez-28/empregado-condenado-indenizar-empresa-dano-moral

quarta-feira, dezembro 23, 2009

Cipa e empresas contratante e contratada.


A Norma Regulamentadora 5, da Portaria MTb 3.214/78 disciplina a Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) de empresas que prestam serviços em um mesmo estabelecimento e daquelas que prestam serviços a outras empresas.

Sempre que duas ou mais empresas mantiverem empregados em um mesmo estabelecimento, devem manter Cipa autonomamente para seus respectivos empregados (quando estiverem obrigadas a constituir Cipa) ou designar responsável, conforme item 5.47.

Se uma das empresas, contratante ou contratada, não possuir número suficiente de empregados para constituição da Cipa, deverá designar um responsável que atuará dentro do estabelecimento comum para zelar pelo cumprimento dos objetivos da comissão, isto é, pela observância das medidas de segurança e saúde no trabalho e prevenção de acidentes e doenças do trabalho relativamente aos respectivos empregados.

Sendo assim, a Cipa ou designado da empresa contratante deverá, em conjunto, com a CIPA ou designado da contratada definir os mecanismos de integração e de participação de todos os trabalhadores em relação às decisões das Cipas existentes no estabelecimento (item 5.47).

Além disso, a empresa contratante tem a obrigação de informar a empresa contratada, à sua Cipa, o designado e aos demais trabalhadores lotados no estabelecimento, sobre os riscos presentes nos ambientes de trabalho, as medidas de proteção adequadas, bem como acompanhar o cumprimento pelas contratadas das medidas de segurança e saúde no trabalho

Para que sejam definidos os mecanismos de integração em conjunto das Cipas ou designados da contratante e da contratada, bem como para que a contratante possa repassar as informações sobre os riscos presentes nos ambientes de trabalho à Cipa ou designado da contratada, será necessário que as Cipas ou designados da contratante e das contratadas se reúnam para discutir os problemas em comum, o que deverá ser feito com a periodicidade e a forma com que escolherem livremente.

É que a NR-5, da Portaria MTb 3.214/78 só estabelece a periodicidade das reuniões ordinárias da CIPA de cada empresa, que deve ser mensal (item 5.23).

Não há na NR-5, qualquer previsão sobre a periodicidade dessas reuniões conjuntas e nem os mecanismos que devem ser adotados para a implementação integrada das medidas de prevenção de acidentes e doenças do trabalho, de modo que tais questões ficam ao livre arbítrio das Cipas ou designados da contratante e contratada. O importante é que os objetivos previstos na NR-5 sejam atingidos.

Por oportuno e pertinente, vale destacar os comentários de Sérgio Latance Júnior (Cipa Organização e administração NR-5 – Comentada e Atualizada. São Paulo: LTr. 2001, p. 70) ao item 5.47 a NR-5 :

“4. O objetivo precípuo deste item é que as comissões das empresas que trabalham em um mesmo estabelecimento discutam conjuntamente os problemas que tenham em comum, assim como que os empregados destas empresas tomem conhecimento e sejam esclarecidos em relação às decisões das comissões envolvidas e não apenas da Cipa ou designado de sua empresas.

5. Isto ocorre em função da importância que as comissões que atuam em um mesmo estabelecimento tomem decisões que concorram para a melhoria das condições de segurança e saúde de todos os funcionários que labutam naquele local, independentemente se são empregados da contratante ou da contratada, assim como para que todos esses funcionários tenham o conhecimento necessário para prevenir acidentes e doenças ocupacionais”

Por fim, a contratante também deverá cumprir o disposto no item 5.48 da NR-5, que estabelece que a contratante e as contratadas deverão garantir o mesmo nível de proteção em matéria de segurança e saúde a todos os trabalhadores do estabelecimento. Segundo Sérgio Latance Jr (ibidem, p. 71), isso significa que:

“4. Quanto a `garantir o mesmo nível de proteção em matéria de segurança e saúde a todos os trabalhadores do estabelecimento” , o entendimento é no sentido de que tanto os funcionários da contratante, como os da contratada, deverão trabalhar com os mesmos níveis de segurança, abrangendo:

4.1. Utilização dos mesmos tipos e qualidade de EPI;

4.2. Mesma qualificação profissional;

4.3. Mesmo tipo de treinamento e orientação;

4.4. Estarem informados sobre os riscos que estão submetidos no ambiente de trabalho;

4.5. Estarem informados dos meios de prevenção e limitação dos riscos;

4.6. Terem conhecimento das medidas adotadas pela empresa para a prevenção dos acidentes;

4.7. Conhecerem os procedimentos e política de prevenção de acidentes da empresa que estão trabalhando”




Fonte: Última Instância,


http://georgedlima.blogspot.com/2009/12/cipa-e-empresas-contratante-e.html

Tec.de Segurança George Lima/RN

STF derruba ação contra oito horas de trabalho nos fóruns

Nerter Samora


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Eros Grau negou um mandado de segurança impetrado contra a Resolução 88 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que delimita em oito horas diárias a jornada de trabalho dos serventuários. No Espírito Santo, a regra tem entendimento firmado entre os servidores e deverá começar a valer no ano de 2010.

A ação rejeitada pelo Supremo foi apresentada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Alagoas (Serjal). Nos autos, o sindicato questionava a nova carga horária de 40 horas semanais e a obrigatoriedade de os tribunais do País se adequarem à regra, enviando sugestões de Projeto de Lei para suas respectivas Assembleias Legislativas.

No entendimento do ministro Eros Grau, o ato questionado disciplina situações gerais e abstratas, “cuja aplicabilidade depende da edição de outros atos normativos, no âmbito de cada Estado-membro”. Assim, ele considerou que, nessas circunstâncias, não é possível a impetração de mandado de segurança.

“A hipótese assemelha-se à da impetração do writ contra lei em tese, vedada pela jurisprudência [Súmula 266]”, completou o ministro. Segundo Eros Grau, não há, no caso, ato administrativo de efeitos concretos que ameace eventuais direitos dos impetrantes.

A decisão do Supremo pressiona as cúpulas dos TJ de todo o País na garantia de efetividade da determinação do CNJ. No caso do Tribunal de Justiça do Estado (TJES), a questão foi um dos pontos da discussão da reforma administrativa do tribunal.

Ficou acertado entre o novo presidente, Manoel Alves Rabelo, e a direção do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado (Sindijudiciários) que a medida deverá ser optativa aos serventuários capixabas. O entendimento é que os servidores que aceitarem trabalhar sob a nova carga horária deverão ter os salários reajustados, proporcionalmente ao aumento de trabalho.

Atualmente, os serventuários de todo País o trabalham sob regime de 30 horas, ou seja, seis horas diárias. Pela proposta do CNJ, os servidores terão a carga horária de trabalho estendida por mais dez horas semanais ou cinco horas semanais (sete horas diárias) de forma ininterrupta.

Veja a fonte e confira a íntegra da resolução 88 do CNJ:http://www.seculodiario.com.br/exibir_not.asp?id=4710

Novas normas do Ministério do Trabalho

23/12/2009 - 07:17

Software para controle de ponto é a solução mais indicada no momento .

As novas normas para o ponto eletrônico dos funcionários, baixadas pelo Ministério do Trabalho, estão deixando as empresas confusas. Enquanto não há equipamento (hardware) no mercado que atenda às especificações da portaria 1.510, muitos empresários ficam sem saber como agir, já que precisam controlar as horas trabalhadas de seus empregados e não querem perder dinheiro.

O diretor de tecnologia da Nasajon Sistemas, Eduardo Nasajon, esclarece as vantagens do software criado e comercializado pela empresa. "A Nasajon tem um sistema chamado Persona Ponto. Com ele, é possível fazer o registro e a administração do ponto dos funcionários (horas extras, faltas, atrasos etc.), com relatórios por período e divisão, e até o atendimento à Portaria, sem a necessidade de adquirir nenhum hardware. Além disso, o software da Nasajon faz o controle de vale-transporte, emissão de cartas e etiquetas para os funcionários, controle de datas de saída de férias, entre outras especificidades. O mais importante é que o investimento não irá por água abaixo quando a nova obrigação começar a valer. Assim que as mudanças ficarem devidamente definidas, o sistema da Nasajon terá todas as características necessárias para ser integrado aos equipamentos aprovados pelo Ministério do Trabalho".

Diversas mudanças foram determinadas pela Portaria 1.510 do Ministério do Trabalho, sob o argumento de melhorar o controle da fiscalização e combater fraudes cometidas contra os trabalhadores.

De um lado, o ministério considera que a medida resultará em maior segurança para o trabalhador brasileiro. Do outro, os empresários dizem que, além de aumentar muito os custos das organizações, a nova legislação continuará sujeita a fraudes, já que o comprovante emitido pelo relógio de ponto pode ser falsificado com o auxílio das novas tecnologias.

A portaria do MTE fixa um prazo de 12 meses para que as empresas façam as adequações necessárias. Porém, quase quatro meses após a data de sua publicação no Diário Oficial (que ocorreu em 25/08/2009), o Ministério do Trabalho ainda não definiu todas as questões para que os fabricantes dos equipamentos possam adequá-los às novas exigências.


Fonte: http://www.revistafator.com.br/ver_noticia.php?not=101958

segunda-feira, dezembro 21, 2009

CUIDADO COM AS ARANHAS


(Clic na figura para ampliá-la)



Fonte: http://georgedlima.blogspot.com/2009/12/aranhas.html

Arte: Manoel Trajano/STV

FAP PERDE PRIMEIRO ROUND

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Liminar da Justiça suspende aplicação do Fator Acidentário de Prevenção.

Uma empresa de segurança de Florianópolis (SC) obteve tutela antecipada que suspende a aplicação da nova metodologia adotada pelo Ministério da Previdência Social para o cálculo do Seguro Acidente do Trabalho (SAT), que entra em vigor em janeiro.

O juiz da 3ª Vara Federal da capital catarinense, Cláudio Roberto da Silva, em uma das primeiras decisões sobre o tema, considerou inconstitucional o artigo 10 da Lei nº 10.666, de 2006, que instituiu o Fator Acidentário de Prevenção (FAP), mecanismo adotado para aumentar ou reduzir as alíquotas da contribuição, com base nos índices de cada empresa.
O FAP varia de 0,5 a dois pontos percentuais, o que significa que a alíquota de contribuição pode ser reduzida à metade ou dobrar, chegando a 6% sobre a folha de salários. No caso da empresa catarinense, o valor do tributo seria elevado em 60% com a aplicação do fator.
Com a decisão, ela mantém o pagamento na alíquota atual, de 3%. "A nova metodologia não incentiva as empresas a investir em segurança do trabalho", diz a advogada Mariana Linhares Waterkemper, do escritório Guedes Pinto Advogados e Consultores, que defende o contribuinte. "A Previdência sempre quer ganhar mais."
As mudanças nas regras do SAT vão gerar aumento de carga tributária para mais da metade das empresas do país, segundo um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI).
Para a Previdência Social, no entanto, das 952.561 empresas que integram as 1.301 atividades econômicas listadas na legislação, 879.933 (92,37%) serão bonificadas e vão ter redução no valor do tributo. Já 72.628 (7,62%) terão aumento na contribuição ao SAT.
Na decisão, o magistrado entendeu que a criação de uma alíquota móvel, com a aplicação do FAP, traria "majoração de tributo" e "enorme insegurança jurídica". "O simples manejo da alíquota de 0,5% até 6%, ainda que por via indireta, não satisfaz quando é certa a funesta consequência, qual seja, de criar efetivamente uma alíquota móvel, e móvel ao sabor de ação da administração" , diz Silva.
O juiz, no entanto, não atendeu à solicitação da empresa de acesso a todas as informações utilizadas para o cálculo do FAP. Ele considerou o pedido superado pelo fato de a Previdência Social ter, a partir de 23 de novembro, liberado detalhes das ocorrências com os empregados, como o número de identificação do trabalhador (NIT), a data de nascimento e o número e dia da emissão da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT). As empresas têm prazo de 30 dias, a contar da última sexta-feira, para contestar o FAP, conforme a portaria interministerial nº 329.



Fonte: Valor Econômico

Proposta dá segurança de trabalho a frentistas (MATO GROSSO)


Projeto de lei, de autoria da deputada Chica Nunes, já foi aprovado em primeira votação, na Assembleia Legislativa



Por causa da periculosidade das atividades, os funcionários usarão máscaras descartáveis, que serão trocadas diariamente e utilizarão luvas e aventais conforme garantias do fabricante. Caso os postos não se enquadrem às normas serão multadas em 1000 Ufir´s.

De acordo com a parlamentar, os postos de combustíveis, nos últimos anos têm acompanhado a modernidade, mas não têm se preocupado com a segurança de seus funcionários. "Não basta estar na era moderna, é preciso que os frentistas tenham as condições básicas para exercer suas funções com confiança", destacou Chica Nunes.

A parlamentar afirmou ainda, por meio da justificativa da proposta, que está preocupada com a forma como a atividade é exercida em Mato Grosso. "É preciso que haja prevenção e, com isso, evitar acidentes tanto aos funcionários quanto às pessoas que freqüentam esse tipo de estabelecimento comercial", observou Chica Nunes.

COMENTARIO PESSOAL:
ELES MERECEM.QUE O BRASIL ACOMPANHE ESSA INICIATIVA.

quinta-feira, dezembro 17, 2009

Suape ganha unidade de saúde ocupacional e segurança no trabalho


Unidade do Sesi oferece a trabalhadores do complexo tratamento odontológico, oftalmológico, audiométrico e realização de exames laboratoriais
Da Redação do pe360graus.com

A nova unidade de saúde do Serviço Social da Indústria (SESI) foi inaugurada nesta segunda-feira (14). A partir deste mês, trabalhadores e empresas do porto de Suape terão acesso a atendimento nos setores de saúde ocupacional e segurança no trabalho.

Os serviços oferecidos pelo novo empreendimento são atendimentos odontológicos, oftalmológicos e audiométricos, além de realização de exames laboratoriais.

A nova entidade conta com cerca de 20 profissionais e vai funcionar provisoriamente numa área de aproximadamente um hectare. A expectativa é de que até 2011 uma unidade definitiva orçada em R$ 2,5 milhões seja implantada.

“Os crescentes investimentos que chegam à Suape implicam em um aumento na demanda de contratações das empresas. O SESI chega para dar mais agilidade nos exames admissionais e preventivos do trabalhador”, comentou o presidente do Conselho Regional do SESI, Jorge Côrte Real, na solenidade de inauguração que contou com a participação do vice-presidente do porto Sidnei Aires e secretários municipais de Ipojuca, Escada e Rio Formoso.


Fonte: http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/saude/2009/12/16/NWS,504259,4,62,NOTICIAS,766-SUAPE-GANHA-UNIDADE-SAUDE-OCUPACIONAL-SEGURANCA-TRABALHO.aspx

terça-feira, dezembro 15, 2009

ACIDENTE MATA OPERÁRIO NA OBRA DO METRÔ-SP

Construtora alega fatalidade na morte de operário no Metrô

Funcionário morreu após trilho de aço de 700 quilos se desprender de guindaste e atingí-lo

Maíra Teixeira, da Central de Notícias


SÃO PAULO - O Metrô de São Paulo divulgou comunicado no início da noite desta segunda-feira, 14, informando o acidente de trabalho que matou um funcionário Raimundo Maria de Almeida, de 49 anos, na obra de ampliação da Linha 2 - Verde no trecho entre as futuras estações Tamanduateí e Vila Prudente, e envolveu um empregado da Galvão Engenharia.


Veja também:

Acidente nas obras Metrô provoca a morte de um operário



O acidente ocorreu quando um trilho de aço, de 700 quilos, se desprendeu do guindaste que o içava na obra, caindo na vertical e tombando sobre o funcionário da construtora, que faleceu instantaneamente. Segundo nota da Galvão Engenharia, a empresa lamenta a fatalidade da morte de seu funcionário e destaca ainda que o içamento de materiais e equipamentos faz parte da rotina diária dos serviços na obra, na qual são seguidos rígidos cuidados de segurança no trabalho.



A Galvão Engenharia explica que as atividades no canteiro começam cotidianamente com uma preleção (DDS - Diálogos Diários de Segurança) da qual participam todos os operários das frentes de serviços, o engenheiro de segurança e respectivos supervisores de segurança. É nesse momento que todos funcionários tomam conhecimento dos serviços a serem realizados no dia e os cuidados necessários.



A empresa informa que está apurando as causas do acidente e que a família de Almeida está recebendo toda assistência e apoio devido da Galvão Engenharia

segunda-feira, dezembro 14, 2009

Cabeleireiros apresentam maior risco de desenvolver câncer, diz estudo


14 de dezembro de 2009 (Bibliomed).
Os cabeleireiros e outros profissionais do ramo têm maior risco de câncer do que a população geral, segundo estudo recentemente publicado no International Journal of Epidemiology. Segundo os pesquisadores, isso ocorre porque esses profissionais estão cronicamente expostos a um grande numero de produtos químicos em seu ambiente de trabalho, incluindo carcinogênios em potencial nas tinturas.

Pesquisadores espanhóis analisaram estudos sobre o risco relativo estimado de câncer em cabeleireiros e outros profissionais do ramo, obtidos em diversas bases de dados, como o Medline, além de consultas aos trabalhos referenciados e aos autores. Avaliando um total de 247 estudos, os pesquisadores estimaram um risco relativo combinado dos diversos estudos específicos da exposição ocupacional como cabeleireiro de 1,27 para câncer de pulmão, 1,52 para câncer de laringe, 1,30 para câncer de bexiga e 1,62 para mieloma múltiplo. As análises indicaram que o aumento no risco de outros tipos de câncer foi bem menor.

Os resultados de estudos realizados antes do banimento de dois dos maiores agentes carcinogênios presentes em tintas para cabelo em meados dos anos 70 foram semelhantes aos resultados gerais. Baseados nos resultados, os especialistas sugerem a emergência de medidas para reduzir a exposição desses profissionais a substâncias causadoras do câncer. "Uma melhoria no sistema de ventilação nos salões de beleza, e a adoção de medidas higiênicas com o objetivo de reduzir a exposição aos carcinogênios em potencial no trabalho podem reduzir esse risco", destacaram os autores.

Fonte: International Journal of Epidemiology. Volume 38, Number 6, 2009. Pages 1512-1531

sexta-feira, dezembro 11, 2009

ME ENVIARAM NESTE DIA 11/12 PARA O NOSSO DIA

O VERDADEIRO SUCESSO

Para um bom ganhador não existem derrotas.
Para quem escolheu ser um vencedor, tudo tem um proveito.
Não existem perdas, apenas fins de ciclos.
Não existem tombos, apenas mudanças.
Não existem inimigos, apenas pessoas diferentes.
Não existem problemas, apenas chances de exercitar.
Não acontecem momentos ruins, apenas chamas passageiras.
Não há orgulho ferido, apenas lições de vida.
Não existem comodismos, apenas rápidos descansos.
Nas leis do sucesso, só vale quem acredita que nasceu para vencer.
Porque a vida só leva para o futuro quem sabe viver...
Coloque Deus no centro de sua vida e seu sucesso será eterno e verdadeiro.

(Autor desconhecido)

Enviado por Célia Brito-Tec.de Enfermagem do Trabalho/BA

SEMÁFOROS E NOSSA (FALTA DE)EDUCAÇÃO

Por Manoel Trajano
Diante do crescimento desordenado das cidades e junto com ela a crescente falta de educação dos condutores de todos os tipos de veículos e tambem dos pedestres ante a correria,ansiedade,inquietação e imprudência que assola as cidades de médio e grande porte brasileiras somado a incompetência administrativa e técnica dos gestores públicos municipais,tenho notado um fato interessante em minha labuta diária.
Os condutores tem praticado algo perigoso e de alto risco em nome da cortesia colocando em risco a vida dos pedestres ao ignorar o semáforo na posição de liberação de passagem aos veículos,ou seja verde para eles e vermelho para os pedestres. Não será novidade se em uma das faixas ou entre elas surgir uma moto,bicicleta ou outro veículo que está com razão concentrado no semáforo. Conforme a própria legislação de trânsito vigente do CONTRAN,o pedestre tem prioridade quando não há semáforo e ainda assim ele deve ter atenção se efetivamente todos os veículos pararão. Diante da presença de um agente de trânsito esse tem autoridade e prioridade sobre o equipamento que poderá estar com defeito(sugere-se desligar o equipamento,pois já vi conflitos de sinais e de informações,porque o agente não o fez e quase teve briga com condutores).
A questão quando falamos de falta de educação não quer dizer que a pessoa é má,mas nesse caso fazer cortesia ignorando uma orientação legal e eletrônica justificará porque "de boa intenção o inferno está cheio" e é para lá que irão vítimas e culpados. É preciso bomsenso,prudência e equilíbrio de ambas as partes,condutores e pedestres. Já disse outras vezes e repito,não há Engenharia de Tráfego em Salvador e acredito que na maioria das grandes cidades brasileiras.Em minha cidade natal,Santo Antônio de Jesus,já se chegou ao ponto do absurdo de motocilcistas e bicicleteiros pararem no meio da pista para bater papo enquanto os condutores de automoveis tentam passar,e os primeiros ainda acham que estão certos porque são maioria.Andam de forma aleatória,inconsequente e irresponsável e falta pulso das autoridades locais.
Outro problema são os tempos cronometrados que não estão de acordo com o tipo de via.Há excessos irritantes em vários semáforos e excesso de semáforos em curto intervalo de tempo em detrimento de se fazer passarelas. Até recentemente aqui na Avenida Tancredo Neves existia uma faixa com semáforo e outra sem semáforo.Esta última tinha uma placa educativa da SET(agora se chama TRANSALVADOR) com os dizeres "pisou parou". Todos tinham medo de pisar com medo de perder o pé.Eu mesmo ja havia tentado mas um veículo do proprio órgão avançou me ignorando. Denuncei a placa e o numero ao serviço da prefeitura Salvador Atende 156 e como era de se esperar,não deu em nada. Para minha surpresa maior,colocaram semáforo e tiraram a placa.Acreditem! Em menos de 100 m tem-se dois semáforos e o pior de tudo não são alinhados.Isso é engenharia de tráfego? Cadê o CREA? Cadê o MP?Socorro!
Quando fui resolver um problema burocrático no órgão,totalmente mal conservado,quase depenado(não sei para onde vão o dinheiro das multas que não ajudam o proprio orgao e melhores condições de trabalho aos servidores publicos de la) vi espalhadas cartilhas para educação no trânsito para pais não engarrafarem nas portas das escolas. Nunca vi nas ruas está campanha,nem na televisão e o site é pouquissimo divulgado.Era para ter blog,divulgaçao massiva em todos os setores! Isso é inoperância e despreparo. "E tome obra"como diz a música...
Nossa sociedade é mal educada sim,queremos levar vantagem nas filas de banco,dos carros,cortar os outros,ignoramos o semelhante. E temos a coninvência de pessoas despreparadas e que ganham mal para isso.Claro que eles não tem culpa.São tão vítimas como nós,mas não se esforçam e nem praticam a ética,o bomsenso de ajudar a melhorar.
Ah,e ainda tem o semáforos piscantes amarelos e vermelhos nos principais cruzamentos com avisos de letras no formato 10 do Word que só enxerga quem criou,mas fica o alerta para quem trafega: Não pare mas avance com segurança.O amarelo continua sendo atenção e o vermelho perigo maior,mas não se iluda,se tiver no verde avance devagar também mas nem tanto para o assaltante não lhe surpreender pois os loucos e embriagados de plantão adoram invadir sinal vermelho nestes cruzamentos(já tomei esses sustos e entendo porque tem tantos acidentes com jovens gritando com a cabeça do lado de fora do carro).
Cortesia é bom mas quando há regras em jogo,seja cumpridor delas.Tenhamos paciência e mudemos este quadro com sabedoria nas eleições,usando os canais públicos de reclamação e nos orientando mutuamente. O trânsito reflete nosso nível de educação e os gestores são nossos espelhos da qualidade dos nossos votos.
Qualquer semelhança desse quadro com sua cidade não é mera coincidência.

11 DE DEZEMBRO - DIA DO ENGENHEIRO



Hoje é nosso dia e dos Arquitetos. Parabéns a todos estes profissionais que dedicam diariamente suas vidas ao bem estar,conforto e segurança da população através de soluções criativas,calculadas,prevencionistas,inteligentes e viáveis.
Parabens e sucesso àqueles que optaram em estudar essa maravilhosa profissão que assim como as demais tem suas fases boas e ruins de mercado,mas estejam certos de que sua aptidão por um mundo melhor é nobre e respeitada. Nem tudo é dinheiro na vida,o mais importante é saúde e felicidade para fazer o que gosta e ajudar o próximo.
Minha mensagem pelo STV - Segurança do Trabalho e da Vida e do conceito da CEIA é de levar a Engenharia cada vez mais aos mais necesitados,uma Engenharia Pública que alguns Conselhos de classe se propuseram mais ainda não se vê os efeitos dessas ações. Muitos acidentes em casa e nas ruas ocorrem por motivos banais e poderiam ser facilmente evitados.
A Engenharia no início dos tempos era Civil e Militar e foi crescendo e ganhando diversidade,autonomia,caminhos próprios tais como a Mecânica,a Elétrica,a Sanitária,a Ambiental,de Minas,de Produção,Mecatrônica,Florestal,Química,a Agronomia,Agrimensura,e tantas outras que fazem um mundo melhor adequando-se a modernidade.
Ser Engenheiro é ser determinado,decisivo,ter argumentos fortes,é ser humilde,é ser imperativo,é ter espírito de equipe e liderança.Grandes administradores do Brasil,são Engenheiros de formação,principalmente Civis e tem sido espelho para aqueles que querem um lugar no mercado. Visão de gestão,negócios,empreendedorismo,consciencia ambiental e ética são algumas das características do perfil desse profissional que inspira-se na Natureza para viabilizar o homem na sociedade através de prédios,estradas,pontes,barragens,da geração ao consumo de eletricidade,da fonte ao abastecimento de água,do destino do esgoto e do lixo,das máquinas industriais,dos elevadores,dos aviões,das viagens espaciais,da nanotecnologia,da biomecânica e dos mares,da navegação.
PARABÉNS A TODOS QUE FAZEM DA ENGENHARIA SUA RAZÃO DE VIVER,EM ESPECIAL DA MINHA PARTE AOS ENGENHEIROS CIVIL E TAMBEM AOS ESPECIALISTAS EM SEGURANÇA DO TRABALHO. SUCESSO,PAZ,SAÚDE,FELICIDADES,AMOR,PROSPERIDADE E BOAS FESTAS.
Parabéns a minha mãe pelo seu aniversário!
São os votos de Manoel Trajano e do STV/CEIA
Minha singela homenagem a meu amigo Robson Rosa que recentemente desencarnou vítima de acidente automobilístico,grande engenheiro civil,ético,responsável,proativo,simples e companheiro incondicional.
Voltou para mais próximo de Deus auxiliando-o em Suas obras.

quarta-feira, dezembro 09, 2009

CONTROLADORES DE VÔO DE SC DISPÕE DE MAIS SEGURANÇA:MODELO PARA O BRASIL

9 de dezembro de 2009
DE OLHO NO CÉU
Novo sistema, mais segurança

Controladores do aeroporto da Capital recebem informações não só de Florianópolis, mas também de Urubici e CuritibaOs controladores de voo, responsáveis pelo gerenciamento do tráfego aéreo, tomam decisões capazes de salvar vidas. Agora, com nova tecnologia, eles recebem mais informações, e que são exibidas de forma mais organizada na tela de um monitor. O Centro de Controle e Aproximação (APP) de Florianópolis, localizado no Aeroporto Internacional Hercílio Luz, já conta com o sistema. E o passageiro ganha mais segurança.

Todo dia, os controladores de voo de Florianópolis são responsáveis pela segurança de aproximadamente 100 voos – número que deve crescer em 40% a partir deste mês, por causa das férias. Evitar uma possível colisão entre duas aeronaves é um dos objetivos destes profissionais.

A tecnologia, chamada de Sistema de Tratamento e Visualização de Dados (STDV), está em uso há seis meses, mas só foi apresentada ontem à imprensa. O APP de Florianópolis é responsável pelo gerenciamento do tráfego aéreo em um raio de 40 milhas ao redor do aeroporto.

No sistema antigo, os controladores tinham informações apenas dessa área. Agora, além dos dados exibidos pelo radar de Florianópolis, eles contam com a leitura de mais dois equipamentos: o de Curitiba (PR) e o do Morro da Igreja, em Urubici.

– O controlador poderá ver as aeronaves que estão se aproximando da área de controle. Torna-se mais fácil gerenciar o tráfego aéreo, o que dá mais segurança aos passageiros. Além disso, podemos gerenciar de seis a oito aeronaves. Antes, era de apenas quatro. Se o aeroporto tivesse condições, este número poderia ser de 14 aeronaves – explicou o comandante do Cindacta II, coronel aviador Leônidas de Araújo Medeiros Júnior.

O ambiente de trabalho dos controladores também melhorou. Como o sistema antigo era monocromático, a sala ficava na penumbra. Agora, a nova tecnologia é colorida e a luz pode entrar pela janela.

O novo sistema conta ainda com uma ferramenta de aviso. Se duas aeronaves estão em uma rota de conflito, podendo passar a uma distância de menos de 20 quilômetros uma da outra, o sistema avisa. Na tela do computador, os ícones que representam as aeronaves começam a piscar.

– Vamos supor que a aeronave esteja transitando em uma região serrana e o controlador limita a altitude em 7 mil pés (2,13 mil metros). Antes, não dava para saber se a aeronave estava seguindo a ordem. O controlador precisava entrar em contato com o piloto para conferir a altitude – conta o comandante do Cindacta II.

Tecnologia brasileira, com padrão de primeiro mundo

A modernização dos Centros de Controle e Aproximação (APP) já foram realizados em nove locais, além de Florianópolis. A tecnologia do Sistema de Tratamento e Visualização de Dados (STDV) é nacional.

O sistema é de responsabilidade da Atech Tecnologias Críticas, uma fundação de direito privado. Ela é fiel depositária do patrimônio tecnológico adquirido pelo país desde 1950.

– Técnicos participaram desde o processo inicial de absorção da tecnologia francesa. Eles foram à França fazer a aquisição de tecnologia. De volta ao Brasil, desenvolveram o sistema, que nada deve aos melhores do mundo – explicou o diretor da empresa, Delfim Ossamu Mijamara.

mauricio.frighetto@diario.com.br

Novo seguro do trabalho pode levar empresas à Justiça


marina diana


SÃO PAULO - Em janeiro de 2010 entram em vigor as novas alíquotas do Seguro Acidente do Trabalho (SAT), que terão um percentual variável, de acordo com o Fator Acidentário de Prevenção (FAP). O objetivo das novas regras é incentivar melhorias nas condições de trabalho e de saúde do trabalhador, estimulando a implementação de políticas mais efetivas de segurança pelas empresas. No entanto, essas alterações podem ser discutidas na Justiça, principalmente no que tange à constitucionalidade das novas regras. É o que afirmam especialistas ouvidos pelo DCI.

"Se o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) disser que a empresa tem registro de três acidentes e ela observar apenas um, por exemplo, deve discutir na Justiça. Além disso, mesmo com a divulgação do FAP cabe discussão com relação à alteração do percentual - administrativamente, é possível apresentar recurso à Junta de Recursos da Previdência Social com argumentos que impugnem a base utilizada para o FAP. Judicialmente, é possível argumentar com teses jurídicas que coloquem em dúvida a constitucionalidade da alteração da alíquota", explicou Andréa Regina Galvão Presotto, do Correia da Silva Advogados.

A especialista comenta, no entanto, que para ações de âmbito administrativo o prazo é até o dia 31 de dezembro. Já àquelas que correm no judiciário, o prazo é maior. "Deve-se obedecer o prazo de prescrição, que gira em torno de cinco anos", disse.

Segundo informações divulgadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Decreto 6.957/2009, que mudou o enquadramento das empresas às alíquotas do SAT, aumentará os custos para 866 das 1.300 atividades econômicas existentes no país.

Em 236 atividades, o aumento será de 200%, pois a alíquota do seguro passará de 1% para 3% sobre o valor da folha de pagamento. Entre os setores que terão essa elevação estão padarias, indústrias de ônibus e caminhões e de componentes eletrônicos.

No último dia 18, após o encerramento do 4º Encontro Nacional da Indústria (Enai), o presidente da CNI, Armando Monteiro, criticou as novas regras do SAT e não descartou a possibilidade de ajuizar ações questionando as mudanças. "Vamos tentar resolver o assunto pela via administrativa. Caso contrário, nos restará a via judicial", comentou Monteiro.

Entenda

Criado pela Lei n. 10.666/2003 e regulamentado pelo Decreto 6.042/07, o FAP é um multiplicador que será aplicado às taxas do Risco Ambiental do Trabalho (RAT), incidentes sobre a folha de salários, permitindo - conforme o desempenho da empresa em relação à segurança do empregado - estabelecer individualmente a tarifação das mesmas. A advogada ressalta outra irregularidade. "Judicialmente pode-se discutir a legalidade do próprio FAP. Isso porque, foi criado por meio de decreto, não permitido pelo judiciário brasileiro", completou Andréa.

A complexidade das mudanças é outro alerta às empresas. "O FAP poderá multiplicar o RAT em até 1,75 no primeiro ano, e os reflexos serão notórios quando houver o recolhimento da Contribuição Patronal Previdenciária. Desta forma, uma empresa que tinha um RAT de 1% até dezembro de 2009, em janeiro poderá ter essa alíquota majorada para 3%. E caso receba um FAP de 1,75, seu RAT de 1% em 2009 passará para 5,25% em janeiro de 2010", explicou Pablo Garrido Giadans, do Innocenti Advogados Associados.

Por isso, a tarefa para as empresas pode ser mais difícil do que se imagina. "Além do tempo curto, a Previdência não disponibilizou a concorrência das subclasses das empresas. Essa identificação é muito importante, tendo em vista que existem empresas que investem muito em segurança do trabalho, não podendo, portanto, competir de igual para igual, com empresas que não tratam a segurança com a mesma seriedade", sinalizou Adelmo do Valle Souza Leão, do escritório Peixoto e Cury Advogados. Com isso, a discussão judicial é a que pode abarrotar os tribunais em 2010. "O decreto que institui o FAT é de 2007, mas o INSS divulgou apenas em setembro de 2009", destacou.

Andréa ressalta ainda que tem indicado ás empresas uma postura preventiva. "A melhor maneira de as empresas controlarem a questão é agir preventivamente e acompanhar os resultados das perícias médicas, além de anotar, por exemplo, o número de acidentes naquele período", diz.


Fonte: http://www.dci.com.br/noticia.asp?id_editoria=7&id_noticia=310681&editoria=

Levar PC de casa para trabalho é nova tendência, diz Gartner

Corroborando com meu artigo sobre prevençao de doenças ocupacionais,veja o que saiu:

O número de pessoas que utilizam computador próprio no ambiente de trabalho está em alta, de acordo com pesquisa publicada pela Gartner. Segundo o estudo, as empresas estão permitindo que seus funcionários escolham o melhor computador para suas necessidades, em vez de impor o uso de máquinas padrão, escolhidas pela companhia.

Os computadores pessoais começaram a aparecer nas empresas como uma forma de contenção de custos, quando os funcionários foram encorajados a utilizar seus próprios computadores durante o expediente, de acordo com o site The Inquirer. "No atual clima de contenção de custos, grandes empresas estão explorando todas as possibilidades oferecidas por arquiteturas e soluções de computação mais alternativas, que incluam o uso de computadores dos próprios funcionários", disse Annete Jump, diretora de pesquisas da Gartner.

A contrapártida para os funcionários é, além de operar uma máquina mais a seu gosto, uma maior liberdade sobre o uso da rede da empresa e de software.

Entretanto, há resistência por parte de algumas empresas, devido aos riscos de segurança causados pela inserção de computadores pessoais no ambiente empresarial, além dos custos gerados ao fazer com que os departamentos de TI tenham que dar suporte a um grande e diverso número de softwares e hardwares, conforme informações do blog Digits, no The Wall Street Journal.

Por causa disso, cerca de metade das empresas que fizeram parte da pesquisa da Gartner preferem proibir o uso de dispositivos pessoais no ambiente de trabalho. Mesmo assim, a tendência é que os computadores pessoais estejam cada vez mais presentes dentro das empresas, principalmente no setor de telecomunicações, tido como mais liberal.

Para garantir a segurança no ambiente de trabalho e possibilitar o uso de computadores pessoais, a Gartner sugere que as companhias tenham planos de gerenciamento de seus dispositivos. Segundo o site IT Business Edge, o uso dois sistemas operacionais ou a virtualização de programas de rotina, que podem ser executados em ambientes seguros, pode ajudar a criar uma diferenciação entre as tarefas pessoais e profissionais do funcionário.

Segundo a Gartner, essas medidas podem ter um custo elevado para as empresas, mas este "é mais do que compensado pela maior satisfação do funcionário e o seu potencial aumento de produtividade" em computadores próprios.

O relatório da pesquisa realizada pela Gartner pode ser conferido no atalho bit.lyGartnerReport.

terça-feira, dezembro 08, 2009

TECNOLOGIA E SAÚDE CAMINHAM EM DIREÇÕES OPOSTAS NA INFORMÁTICA












Por Manoel Trajano
Enquanto muitas pessoas admiram o crescimento da tecnologia no sentido da praticidade,da portabilidade,da facilidade outras se preocupam com suas consequencias a curto,médio ou longo prazo nos efeitos negativos que pode ocasionar ao corpo e a mente,pelos danos psicológicos que podem trazer.


Estou me referindo aos computadores que no seu inicio eram ábacos,se tornaram enormes,gigantes com pouca memória,da ordem de alguns megabytes de HD(hard disk) ou Winchester(referência a marca de rifle) e que foram evoluindo para computadores menores,chamados PC,ou Personal Computer,os computadores pessoais tradicionais,aqueles compostos de Monitor,Teclado,Caixas de Som,CPU(Central Processing Unit)ou Unidade de Processamento de Dados-UPC,que é o microcomputador propriamente dito,alcançando hoje memória RAM de 2 Gb e HD de 160 Gb ou mais,muito mais. Essa fase promoveu revolução nos conceitos de Medicina e Engenharia de Segurança do Trabalho na medida em que,através da NR-17-Ergonomia,se aprimorassem as questões relacionadas ao conforto e bem-estar do trabalhador no que tange a postura,posição de mãos e braços,apoio para os pés de forma a melhorar nossa circulação,enfim as empresas foram orientadas a se adaptar e diminuir assim nossos tristes índices de DORT - Doença Osteo-Muscular Relacionada ao Trabalho,em especial a LER-Lesão por Esforço Repetitivo,sua maior responsável por ocorrências que muitas vezes são irreversíveis e daí o proque me refiro a danos psicológicos pois certas pessoas perdem a capacidade de alguns movimentos básicos como abraçar,erguer os braços e inabilitam-as a certas atividades,muito comum em setores de tele-marketing,caixas de supermercado e bancários.


A criação dos notebooks deu a muitos profissionais a liberdade de transporte,mobilidade,praticidade,dinâmica,agilidade entre outras com operações cada vez mais fantásticas como conexão WI-FI ou via Modem Celular,ajudando a realização de palestras,treinamentos,vendas,investimentos,comunicação e tantas outras. Mais recentemente vem crescendo a venda dos netboooks,muito menores,mais leves e práticos. E aí vem o perigo que muitas pessoas não estão enxergando: as horas de uso que estão relacionadas a má postura,posição das mãos e braços e alinhamento do campo visual.

Jamais esses dois ultimos deverao substituir os PC pela sua função e respeito a saude. São feitos para uso rápido(até 2 h) de prefeencia nao diárias,ao contrario do que está acontecendo hoje.Os apelos de marketing do setor imobiliario ja ilustram na decoraçao os note e netbooks no lugar dos PC nos quartos dos jovens ou da sala,cada vez menores e coloridos.


Os shoppings ja adotam medidas de suspensao do serviço WIFI no horario do almoço para que um usuario nao tire o lugar de alguem que queira simplesmente comer. Temos uma tendencia a adquirir DORT,ou mesmo em condições de lazer e nao trabalho desde cedo por crianças e jovens,porque os pais nao estao atentos a isso.É certo que o PC ocupa espaço é verdade mas é preciso moderação.Não compensa o risco de substituí-lo por questoes de status e decoração.

Se voce estiver num note ou netbook agora,repare na sua postura e como está digitando para ler esse texto ou ate me responder,comentando,concordando ou não com o que estou afirmando. Mesmo em PC devemos ter moderação para evitar exposição demasiada dos olhos levando a fadiga visual. Visite sites como http://www.abergo.org.br/ e procure por dicas de ergonomia,ciencia tão ignorada aí pela população e por muitos profissionais de segurança do trabalho.

segunda-feira, dezembro 07, 2009

Atenção, perigo!


A irresponsabilidade do poder público já está passando dos limites e, infelizmente, a única coisa que o Blog pode fazer é alertar a comunidade. O nosso repórter mais atento, Sarnelli, por pouco não sofreu um grave acidente na sexta-feira (4), nessa vala (foto)que está aberta faz tempo em uma das galerias que leva águas pluviais para o Rio Lucaia.



Como vocês podem observar na foto a abertura é tão grande e perigoso que por ela , em dia de chuva ,pode ser arrastada uma pessoa, principalmente, se for uma criança. Essa verdadeira armadilha fica em frente ao posto de gasolina Ypiranga , pertinho do sistema de sinaleiras da av. Garibaldi/Vasco da Gama/ Lucaia. No local tem uma escada de poucos degraus para permitir alcançar o desnível que existe entre as duas pistas ( que vai no sentido da Mariquita é mais baixa e a que vai no sentido dique do Tororó é mais alta) E é justamente nessa junção que está essa verdadeira armadilha para os pedestres. Como a prefeitura não vai tomar providência mesmo, o melhor é ficar atento, até porque, se houver um acidente o cidadão vai ter que enfrentar um outro grave problema :o caos no sistema de saúde. Por isso é melhor prevenir e andar com os olhos bem abertos.

Veja as fotos na fonte: http://blogdoriovermelho.blogspot.com/2009/12/atencao-perigo.html

SEGURANÇA NO FERRY BOAT


Em todos os sistemas de transporte sejam eles públicos ou privados,há itens de Segurança a serem seguidos mas quando se trata de lidar com a população menos esclarecida e de cultura enraizada equivocada tudo se torna mais difícil. Num país que não se respeita fila,todos querem levar vantagem sobre o semelhante,na terra onde se pensa que nada pode acontecer consigo e só com os outros,sustentando-se em copos de bebida alcóolica e da insensatez faz-se necessário acordarmos para alguns alertas em relação ao sistema de embarcação cuja Capitania dos Portos determina as instruções para Navegação junto com a prórpia Marinha,os especialistas das águas com suas ondas,correntes e ações dos ventos:


- Particularmente aqui na Bahia temos que acabar com essa mania que os pedestres tem de dividir o espaço com os veículos. A saída é pela lateral e deve ser utilizada a passarela,seja no Terminal São Joaquim em Salvador,seja no Terminal Bom Despacho na Ilha de Itaparica;


- Durante a viagem recomenda-se manter os veículos com freio de mão puxado(de preferência no máximo) e engrenado na primeira marcha,pois poderá haver atropelamento no convés ou colisões entre veículos,principalmente quando o mar estiver agitado;


- Deve-se observar as orientações via altofalantes que são feitas pela locução da tripulação(o mais completo e melhor no momento é o do Fast Boat Ivete Sangalo);


- Observar as sinalizaçoes de DIREÇÃO DE ABANDONO e localização dos coletes salva-vidas existentes;


- Se notar superlotação procure a tripulação e exija seus direitos de conforto e segurança;


- Evite brincadeiras nos peitoris na laterais da embarcação,dependurando-se ou sentando crianças;


- Não ultrapasse os limites de segurança pintados no piso nem acesse áreas perigosas,mesmo que não estejam sinalizadas(recentemente testemunhei um adulto dependurando uma criança na comporta de acesso dos veiculos,para ver a água que sai proximo da área do leme);


- Segure-se nas partes apropriadas durante seu deslocamento para sanitários,lanchonete e outros motivos,evitando assim esbarrões e quedas,enfim acidentes;


- Procure a tripulação para quaisquer dúvidas adicionais.



Essa relação de orientações é livre com a visão de um profissional de prevenção de acidentes,de forma técnica e civil e não militar como é área responsável.




A exceção do novo Fast Boat Ivete Sangalo,movido a Gás Natural e Óleo Diesel,ou seja,bicombustível,as demais embarcações ativas e mais velhas Dose Dupla(dois niveis de convés para veículos) Agenor Gordilho,Maria Bethânia,Rio Paraguaçu e Ipuaçu. O primeiro faz o tempo médio de 25 minutos e os demais,45 minutos em média.


Está a caminho um novo Fast Boat de nome ainda indefinido.



Os Catamarãs são de uso exclusivo para pedestres e são mais caros um pouco.






Matéria de 2009


Três pessoas ficam feridas em acidente com ferry
Alzira Costa*, de Itaparica


Marco Aurélio Martins/Agência A TARDEA embarcação bateu na coluna de concreto que fica na frente do atracadouroTrês dos quatro passageiros do ferryboat Maria Bethânia, feridos no acidente ocorrido nesta quinta, pela manhã, no Terminal de Bom Despacho, na Ilha de Itaparica, moram na localidade de Gameleira, no município de Vera Cruz. O ferry saiu de Salvador às 10h com 504 passageiros e 50 veículos.

O aposentado Felicíssimo Romualdo de Souza, de 79 anos, estava com a filha Fabiana de Souza, 26. No momento do choque, ele se preparava para o desembarque na área destinada aos veículos, quando se desequilibrou e bateu com o braço e a cabeça numa estrutura de ferro. Sentindo muitas dores, foi levado para o Hospital Geral de Itaparica, no carro de um particular. “A empresa TWB não providenciou transporte para socorrer meu pai, se não fosse a solidariedade de uma pessoa ele não seria levado para o hospital”, queixou-se Fabiana. Depois de fazer exames de raio-X, ele foi medicado e liberado.

A dona de casa Selma Borges da Conceição, 47, que estava com o neto, Caíque Moisés Conceição, de 4 anos, ficou em estado de choque. “Eu só senti o ferry correndo muito rápido e depois o impacto com os carros batendo um no outro”. Selma conta que rolou pelo chão, ferindo as costas. Quando se levantou, viu o neto com o rosto machucado. “Foi uma sensação horrível”, desabafou. Ela e o neto foram atendidos no Hospital de Itaparica.

Uma idosa de prenome Maria do Céu, de Salvador, foi para o mesmo hospital, onde foi atendida e liberada. A idosa foi levada para casa por familiares. As vítimas residentes em Gameleira retornaram para suas casas em táxi contratado pela TWB que também pagou os remédios prescritos, segundo informaram.

Causas - Uma forte rajada de vento teria sido a causa da batida do ferry Maria Bethânia no “dolfin” (colunas de concreto emborrachada) do terminal de atracagem em Bom Despacho. “A manobra feita pelo nosso comandante foi prejudicada por esta rajada, que veio ocasionar o impacto no dolfin”, disse o gerente-geral da TWB, Raimundo Santos.

Colaboraram Danile Rebouças e Flávio Costa*




























Matéria de 2008 MPT


MPT inspeciona operação do ferry boat na Bahia


Extraído de: Procuradoria Regional do Trabalho da 5ª Região - 20 de Fevereiro de 2008
A TWB Bahia S/A, empresa responsável pela operação do ferry boat no trecho entre Salvador e Ilha de Itaparica, foi inspecionada em ação conjunta do Ministério Público do Trabalho - MPT, Capitania dos Portos e Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (antiga DRT/BA). Realizada nos dias 18 e 19 de fevereiro, a inspeção verificou diversos itens relacionados à segurança do tráfego das embarcações e à segurança e saúde do trabalhador. A Capitania dos Portos interditou quatro das seis embarcações, que só serão liberadas após a correção das irregularidades detectadas.


No que diz respeito à segurança e saúde do trabalhador, foram identificados problemas relacionados às condições sanitárias e de conforto nos locais de trabalho, além da existência de ruído excessivo, calor, vibração e emissão de gases e vapores na praça de máquina das embarcações.


O procurador do trabalho Luís Antônio Barbosa da Silva, coordenador do Núcleo de Trabalho Portuário do MPT na Bahia, garante que, assim que os relatórios periciais forem finalizados, a empresa será convocada para regularizar espontaneamente a sua conduta, firmando um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Caso não haja consenso, o procurador poderá ajuizar ação civil pública (ACP), voltada à adequação do meio ambiente do trabalho.


Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Trabalho na Bahia


Olenka Machado. MTb. 17.216/RJ - Tel: 71. 9991-3180
Cristiane Felix (estagiária) - Tel: 71. 9969-9423
ASCOM: 71. 3324-3460
ascom@prt5.mpt.gov.br



















Matéria de 2007 de A TARDE



11/06/2007 às 15:54
Acidente no ferry-boat faz alerta sobre insegurança
Adilson Fonsêca


Um acidente com a ponte móvel de embarque e desembarque de passageiros do navio ferry Ipuaçu, no final da manhã do último domingo, por pouco não se transformou em uma tragédia para os passageiros que desembarcaram no Terminal de São Joaquim.



Conforme relato de um dos passageiros, o veranista João Copkue Júnior, no momento em que os últimos passageiros desembarcavam, a ponte se soltou e ficou pendurada ao lado do caso do navio, sustentada por duas cordas de nylon. “Não houve uma tragédia porque as pessoas que iam desembarcar recuaram a tempo”, disse.



Outro passageiro, Jadson da Silva, também, presenciou a quase tragédia e ainda tirou algumas fotos da ponte móvel pendurada ao lado do casco da embarcação. “Mesmo assim o navio seguiu viagem em direção à ilha, enquanto alguns passageiros ficaram sem embarcar porque a ponte estava fora da rampa de acesso”, disse.



Indagada sobre o assunto, a TWB, através de sua Assessoria de Comunicação disse desconhecer o acidente do último domingo. Conforme explicou um dos funcionários encarregados do plantão no domingo, “nada de anormal foi registrado nas embarcações e muito menos queixas dos usuários”, disse.

ESTA É A SEMANA QUE DEFINIRÁ O FUTURO DO MEIO AMBIENTE DO PLANETA

Vamos orar,cobrar,nos mobilizar,nos manifestar e ficar atentos aos nossos governantes e a aos demais líderes mundiais.

Se você é daqueles que ainda pensa que Meio Ambiente não é um problema seu e que voce não pode fazer a diferença,está na hora de rever seus conceitos.






China, Índia e outros países em desenvolvimento querem um corte de 40% nas emissões dos países ricos até 2020.



100 líderes confirmam presença em Copenhague
Reuters



Quarta-feira, 02 de dezembro de 2009 - 12h41




COPENHAGUE - A maioria dos líderes mundiais deve comparecer à cúpula climática da ONU em dezembro, o que aumenta a chance de um acordo contra o aquecimento global, segundo a Dinamarca, anfitriã do evento.


O número de líderes que confirmaram a presença na cúpula chegou a 98 de um total de 192 convites enviados no mês passado. Na primeira contagem, havia 65 presenças anunciadas. A Dinamarca não divulgou uma lista com os nomes.

Leia também:
Dinamarca propõe 50% menos emissões em 2050 (01/12/2009)
Papel do Brasil em Copenhague não é claro (30/11/2009)
China promete reduzir emissão de CO2 em 40% (26/11/2009)
EUA proporão corte de 17% na emissão de CO2 (25/11/2009)

"Isso me dá a forte sensação de que estamos no caminho certo", disse o primeiro-ministro dinamarquês, Lars Lokke Rasmussen, em entrevista coletiva.


Há meses as discussões esbarram em divisões entre países ricos e pobres sobre a redução que os países desenvolvidos devem promover nas suas emissões de gases-estufa, e sobre a verba que eles devem destinar para ajudar os países em desenvolvimento a reduzir suas emissões e mitigar os efeitos do aquecimento.


O objetivo inicial da conferência, que acontece entre 7 e 18 de dezembro, é definir um novo tratado climático para substituir o Protocolo de Kyoto depois de 2012. Mas as discordâncias levaram a Dinamarca a propor que o encontro resulte em um acordo político que abra caminho para um tratado de cumprimento obrigatório em 2010.


Os dois países com maiores emissões de gases-estufa (Estados Unidos e China) enviarão seus governantes a Copenhague. Barack Obama participará do evento em 9 de dezembro, na véspera de receber o Nobel da Paz em Oslo.


Salientando o longo caminho ainda a percorrer, a Índia rejeitou nesta semana uma proposta dinamarquesa que sugeria como meta a redução de 50% das emissões globais de gases-estufa até 2050, em comparação aos níveis de 1990.


China, Índia e outros países em desenvolvimento querem um corte de 40% nas emissões dos países ricos até 2020, também em relação a 1990. Só então os países em desenvolvimento começariam a ser obrigados a abandonar as emissões causadas por combustíveis fósseis.


Rasmussen disse que a proposta dinamarquesa ainda não foi formalizada.

domingo, dezembro 06, 2009

QUE " VIAGEM" É ESSA?


Todo empregado eleito pelos colegas de trabalho ocupa cargo de direção da CIPA
(Notícias TRT - 3ª Região)

A 3ª Turma do TRT-MG julgou o recurso de uma empresa que protestava contra a condenação referente à indenização substitutiva da estabilidade provisória de uma cipeira, argumentando que a imunidade legal alcança somente os detentores de cargo de direção da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e que a reclamante não se enquadrava nesta condição. Negando provimento ao recurso, os julgadores aplicaram ao caso, por analogia, o artigo 543, parágrafo 4º, da CLT. Nos termos desse artigo, cargo de direção é aquele cujo exercício dependa de eleição.

A empresa alegou que o cargo ocupado pela reclamante na CIPA era meramente operacional, não caracterizando cargo de direção e, por isso, ela não tinha direito à estabilidade. Porém, conforme frisou a relatora do recurso, juíza convocada Wilméia da Costa Benevides, a empregadora não comprovou essas alegações. A reclamante, ao contrário, demonstrou que foi eleita como membro titular da CIPA, para a gestão 2008/2009, e foi registrada assim perante o Ministério do Trabalho e Emprego.

Esclareceu a juíza que a estabilidade alcança somente aqueles trabalhadores ocupantes de cargo de direção na CIPA, conforme dispõe o artigo 10, inciso II, alínea "a", do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias: "Fica vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa (...) do empregado eleito para cargo de direção de comissões internas de prevenção de acidentes, desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato". Entretanto, a magistrada entende que a melhor interpretação para a expressão "cargo de direção" é aquela contida no parágrafo 4º, do artigo 543, da CLT, o qual considera cargo de direção aquele cujo exercício ou indicação decorre de eleição prevista em lei.

Para reforçar essa tese, adotada também pelo TST, a juíza lembra que o artigo 10, II, a, do ADCT se refere de forma genérica ao empregado eleito para a CIPA, deixando clara a intenção de estender a garantia a todos os empregados escolhidos por seus colegas de trabalho, sem distinções, para representá-los perante o empregador, em setor tão importante como o da segurança das condições de trabalho. Portanto, no entender da magistrada, não se pode distinguir o que a lei não distinguiu. A partir da análise do depoimento da preposta da empresa, a relatora rejeitou também a tese patronal de que houve terceirização do setor de trabalho da reclamante. Isso porque a preposta afirmou que a reclamada não terceirizou os serviços de cozinha. Assim, foi mantida a sentença. (RO nº 00123-2009-043- 03-00-9)
Que balaio de gato juridico é esse?Misturaram tudo!! Nao entendi o parecer da juiza...Todos os empregados eleitos,titulares e reservas tem direito a estabilidade durante a gestao e mais 1 ano.Recentemente a nova revisao da NR-5 afirma que a Vice-presidencia é escolhida entre os empregados eleitos acima e nao o mais votado.De fato,a DIREÇAO,a PRESIDENCIA da CIPA,nomeada pela direçao da empresa,nunca teve E NAO TEM estabilidade,nesse caso a justiça tem razao.

sexta-feira, dezembro 04, 2009

NOSSA MENSAGEM PARA VOCÊ


(Clic na figura para ampliá-la)




Obrigado a todos vocês visitantes,leitores,seguidores,voluntários e amigos dos nossos Blogs e serviços.

Obrigado pela confiança,divulgação e comentários.

Que neste final de ano e principalmente em 2010 todos os seus sonhos se realizem confiando no merecimento sob as vontades de Deus.

Que possamos manter firmes a nossa fé neste mundo em transição e certos de que sempre prevaleça o Amor supera tudo,o Perdão que começa em nós mesmos e principalmente a Paz ante a violência que começa em casa.

Conte conosco,pois somos muito mais do que espaços virtuais,somos parte da sua realidade.
Trajano

FALTA SEGURANÇA FÍSICA AOS FISCAIS PÚBLICOS

Por Manoel Trajano
Há anos e vem se tornando cada vez pior ser fiscal de obras da Prefeitura de Salvador. Como se já não bastasse o salário de fome e benefícios ausentes ou precários na forma do regime estatutário(diferente do CLT) a população desconhece a realidade das condições de trabalho de quem trabalha para proteger os interesses do Município e muito pelo contrário só faz reclamar e criticar envolvendo todos no preconceito de achar que funcionario público é tudo igual,como se não existisse semelhantes no meio privado.
Relato com a autoridade moral de quem conhece os dois lados da moeda,na condição de fiscal ou fiscalizado. Vou tomar como referência os profissionais da SUCOM,órgão que tive a chance de contribuir e lá fiz meus contatos que tenho respeito e admiração.E a população precisa saber de certas verdades,antes de julgar. Não que o órgão esteja isento de problemas que ocorrem em qualquer gestão pública,principalmente em Brasília como vemos semanalmente nos noticiários e nas esferas estaduais e municipais do Brasil,mas vou me referir ao foco meramente operacional,de fiscalização.
Em pleno ano de 2009 e vindo já de muito tempo,Engenheiros,Técnicos e Motoristas são intimidados,ameaçados,insultados,constrangidos e afrontados durante o desempenho de sua funções em prol dos interesses do município. Profissionais que se deslocam para proteger o cidadão que denuncia som alto,obra irregular,serviços que lesam a coletividade,poluição visual e tambem situações de risco de deslizamento de terra,desabamento,choque elétrico(juntamente com os profissionais da Defesa Civil) encontram em seu caminho as mazelas sociais que trazem consigo marginais,bandidos,pessoas de barra pesada que encurralam os profissionais ameaçando-os de morte ou de agressões de toda ordem a despeito do cumprimento de suas atividades a serviço da Cidade. E o que a Prefeitura Municipal tem feito junto com a Polícia Militar para garantir essa proteção aos profissionais?Nada. Por que não se investe em informe publicitário na TV e no Rádio solicitando o apoio da População para com aqueles que defendem seus interesses? Chegamos ao ponto dos carteiros deixarem de acessar certas áreas por medo de assalto e agressões e que colaborou para reinvidicarem(e conseguirem)adicional de Periculosidade de 30%. É claro que a NR-16 não se aplica a essa situação,face ao risco social envolvido.Mas conseguiram junto ao Ministro Hélio Costa,das Telecomunicações,uma equivalência adicional para acabarem com a greve,pois a grande maioria ainda nao possui internet e dependem das cartas(exclusao digital) alem daqueles que nao gostam de computador mesmo.
Quando eu trabalhava pela Defesa Civil ja me deparei varias vezes com situações de ameaça a minha integridade física e piscológica e com educação,respeito e jeito resolvia as situações.Um simples "Bom dia" pode desarmar o espirito daquele que,insatisfeito e revoltado com sua realidade social faz de você a válvula de escape dele,seja por palavras ou espero que não,balas,chumbo,agressões...
A verdadeira Salvador não está nos bairros turísticos que conhecemos mas numa realidade dura que a TV esconde ou é mostrada em programas sensacionalistas e bizarros que precisou o MPE ameaçar cortar o sinal de transmissão caso continuassem mostrando os absurdos de carnificina,espancamento e agressões em geral.E soluções,eles apresentam aos gestores e comunidade? Não.Só querem sua audiência.
Como se usa bem uma expressão em empresas privadas e se aplica ao executivo"é preciso tirar a bunda da cadeira" e ir lá conhecer do Fiscal suas dificuldades,por que ele está sendo maltratado e agredido para depois ainda ouvir piadas da população sobre o serviço público que merece respeito e melhores condições de renda,beneficicios e plano de saude para o servidor e sua familia.
Isso tudo que está sendo comentado aqui,se aplicado nas NR e CLT seria assédio moral,doença ocupacional originada de depressão,e varios itens normativos seriam pontuados aqui para mostrar o quando um trabalhador está sendo lesado. Mas em se tratando de Estatuto do Servidor,totalmente antigo,desatualizado,descompromissado com o ambiente de trabalho porque não há interesses partidários e políticos em sua melhora,o problema passa nas vistas grossas e no desconhecimento da população que so faz criticar e reclamar e não exige do eleito prefeito pelas vias legais e normais o seu direito inalienável de quem votou e porque tambem nao lhe interessa,afinal o Fiscal e sua equipe não tem familia mesmo não é?(ironicamente falando).
Esperamos que isso mude e rápido pois cada um está no seu direito que paga seu IPTU quer ter um serviço de qualidade e respeito a seus funcionarios que lhe servem,por isso são servidores públicos.
Profissionais de sáude,serviço social,direito,administração sofrem tambem de varias dificuldades nas esferas municipal,estadual e federal no Brasil e nada tem sido feito para mudar esse quadro.A populaçao precisa saber das verdades escondidas na imprensa tendenciosa e imparcial que convivemos.Precisa-se de soluções e qualidade de vida. Há muita desmotivação face ao descaso das autoridades publicas em nosso país.

Participe e comente no site ou via e-mail.

EPI - Publicação no DOU

A notícia abaixo foi incluída na Comunidade Higiene Ocupacional
EPI

O Ministério do Trabalho e Emprego publicou nesta quinta-feira (3/12), no Diário Oficial da União, a portaria nº 126, de 2 de dezembro de 2009, que estabelece os procedimentos para o cadastro de empresas e para a emissão ou renovação de Certificado de Aprovação (CA) de Equipamento de Proteção Individual (EPI). (Fonte: DOU, Seção 1, pág. 120)

Segue abaixo o caminho para publicação. http://www.elabore.com.br/siagi/anexos_informes/1259858861406.doc


Nathália Araújo
e.labore Assessoria Estratégica em Meio Ambiente
Fone/Fax: (61) 3322-1006
http://www.elabore.com.br


Enviado pelo colega Sérgio Teles/BA

quinta-feira, dezembro 03, 2009

CEIA DE NATAL : SEGURANÇA NAS ÁRVORES E DECORAÇÕES DE NATAL

CETV 2ª Edição
Atenção com as luzes de Natal
É preciso ter cuidado com as instalações elétricas dos piscas


29/11/09

Nessa época do ano, a cidade e as casas se iluminam para a festa do natal. mas é preciso ter cuidado com as instalações elétricas, para que Papai Noel chegue em segurança.
As lojas estão preparadas para atender o consumidor. Uma variedade enorme de piscas de Natal. Os comuns; os de led; cascatas e mangueiras luminosas. Eles são responsáveis pelas belas decorações de Natal que podemos encontrar pela cidade.
Apesar da beleza, as luzes de Natal podem causar riscos. Por isso, é importante tomar alguns cuidados na hora da instalação. Se for uma decoração simples, a pessoa mesmo pode fazer. Agora, se for algo mais elaborado, com muitas lâmpadas, é importante ter a ajuda de um profissional.
Este engenheiro elétrico também orienta que não se deve ligar os piscas junto com outros equipamentos eletrônicos
não colocar os piscas sobre estruturas metálicas, pois o metal conduz energia. Manter crianças e animais longe das instalações. Se tiver algum fio descascado eles podem levar choque.
Na casa da administradora Juliana Cysne, é tradição montar árvore de Natal. Todos os anos ela faz questão de deixá-la iluminada. Os piscas estão sendo usados pelo terceiro ano. Este aqui já foi arrebentado e a ponta isolada com um material que não é apropriado, esparadrapo. Juliana não sabia o risco que estava correndo.
Devemos lembrar que os piscas consomem muita energia. Um pisca comum, com 100 lâmpadas, ligado diariamente durante 10 horas, significa cerca de 7 reais a mais na conta mensal de energia. Já um pisca de led custa 80% menos.
E bom lembrar também que as luzes, apesar de pequenas, consomem muita energia. Um pisca comum, com 100 lâmpadas, ligado durante 10 horas por dia, aumenta em cerca de sete reais a sua conta de energia. Usando um pisca led, o consumo reduz em 80%.

sexta-feira, novembro 27, 2009

TWITTER

Pessoal,

Estou agora também no Twitter.

Me sigam em http://twitter.com/manoeltrajano

Abraço,

Trajano

PARABÉNS AOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA

PARABENS A TODOS OS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA DO TRABALHO,SEJAM ENGENHEIROS ,TÉCNICOS, BOMBEIROS CIVIS E MILITARES ,NESTE NOSSO DIA 27 DE NOVEMBRO.
SOMOS AQUELES QUE PREVINEM DIARIAMENTE PREZANDO PELO CONFORTO E BEM ESTAR DO TRABALHADOR E DO AMBIENTE DE TRABALHO,ESTANDO ALICERÇADO AO MEIO AMBIENTE CONTEXTUALIZANDO DESDE A SAÍDE DE SUA RESIDÊNCIA ATÉ O SEU RETORNO DE MANEIRA ÍNTEGRA PARA QUE JUNTO COM SUA FAMÍLIA TENHA PRESERVADA SUA INTEGRIDADE FÍSICA,PSICOLÓGICA,EMOCIONAL,ESPIRITUAL E INTELECTUAL,SEMPRE DE MANEIRA HOLÍSTICA,INTEGRAL,TOTALIZADA.

OBRIGADO A VOCÊ QUE VISITA NOSSO ESPAÇO E QUE O SEGUE,DISSEMINANDO ESTA PROPOSTA DA CEIA QUE É DE COMPARTILHAR E LEVAR A TODOS OS SERES HUMANOS,PRINCIPALMENTE OS EXCLUÍDOS DIGITALMENTE A VISÃO PREVENCIONISTA DO TRABALHO E DA VIDA.
TRAJANO











Uma homenagem deste Blog ao Técnico de Segurança do Trabalho, profissional imprescindível na busca da prevenção de ocorrências de acidente do trabalho e doenças ocupacionais.

http://www.youtube.com/watch?v=yZk6_KVsZ4k&feature=PlayList&p=21E924B573F3EB41&playnext=1&playnext_from=PL&index=1

quarta-feira, novembro 25, 2009

VII ENCONSSET

(Clic na figura para ampliá-la)

AUXÍLIO-DOENÇA É MATÉRIA DA PROTESTE

Dinheiro & Direitos - Edição nº 22 - Outubro 2009


Auxílio-acidente: tire suas dúvidas
Benefício é ajuda extra para quem tem carteira assinada e precisa se ausentar do trabalho.



Os trabalhadores com carteira assinada que sofrem acidentes (sejam de trabalho, sejam pessoais) que afetem a sua capacidade produtiva têm direito a receber um auxílio da Previdência Social enquanto estiverem em tratamento.

Quem desenvolve uma doença por causa do trabalho exercido (por exemplo, a LER em quem digita muito) ou precisa se ausentar do trabalho por mais de 15 dias devido a algum problema de saúde também tem direito a um benefício, dependendo de cada situação.

Veja, na revista DINHEIRO & DIREITOS deste mês, quem tem direito e as condições para o benefício.

Veja o artigo completo em http://www.proteste.org.br/trabalho/auxeiacute-lio-acidente-tire-suas-deuacute-vidas-s493401.htm#nwsl.br.consumer.membr.2009.11.30Aux_iacute_lio-acidente___tire_suas_d_uacute_vidas&param=http://be.sitestat.com/test-aankoop/e-mail/s?nwsl.br.consumer.membr.2009.11.30.Aux_iacute_lio-acidente___tire_suas_d_uacute_vidas&Category=Newsletter_membr_content

terça-feira, novembro 10, 2009

UMA PAUSA



Que coisa bela é a Natureza. Ela está a sua disposiçao todo o tempo esperando para conversar com ela. Ela é a maior expressão do divino.Se permita admirá-la,observar seus movimentos,ouví-la através do canto dos pássaros e o som das ondas que batem nas pedras.

Se permita pisar na areia da praia ou na grama do seu jardim,ou da praça ou pelo menos olhar a lua. Já viu o pôr-do-sol hoje?E ontem? Não? Vá amanhã ou depois de amanhã.


Quando falamos em preservar o Meio Ambiente estamos falando em nos preservar,enquanto espécie humana,enquanto animais e mais do que isso,racionais,inteligentes.A Natureza como sendo obra de Deus não é algo a parte,estamos inseridos nela e somos responsáveis por tudo de bom o ruim que pode acontecer.É o fator humano!


Observe as Crianças quando vêem as obras divinas!Na natureza está a doença a e a cura de tudo.Só nos cabe ser merecedores de sua descoberta,pois a nossa psicosfera coletiva é que em direção ao Universo nos dá o que oferecemos,até um certo ponto,porque o Universo é Deus e Ele está sempre a nosso favor.Nós que teimamos em encará-los e fazer as coisas do nosso jeito,egoísta e egocêntrico.


Não somos máquinas,Precisamos de pausas,seja de uma semana,um mês para refazimento da mente,do corpo e claro,do espírito.


Não é necessário a prática de nenhum esporte radical que ponha em risco sua Segurança física,emocional e psicológica. Não é necessário prazer efêmero atrás de baladas e abuso do corpo.Uma boa leitura como alimento da alma,a prece de agradecimento e preparação do porvir.E ah,não esquecer de pedir luz por aqueles que tenham inveja,que são incapazes de perceber que eles também terão o momento deles. É sério,infelizmente ninguém está livre disso não importa se é família,colega,amigos.É do espírito mesmo!


O mundo hoje está vivendo um ritmo muito acelerado,de inquietaçôes,cobranças,resultados,produtividade,máscaras,falta de privacidade e carente de evangelizaçao,de cristianismo,de louvor a Deus,de respeito ao próximo,que o diga no trânsito.Qualquer coisa é motivo de melindre,de agressão.Precisamos reaprender a respirar,a contar até 3,10,100 como fazíamos no esconde-esconde,lembram?


Precisamos de pausas,hoje e sempre.Nossa bençao corporal e mental agradecem!

Foto: Anne - Novembro/2007


segunda-feira, novembro 09, 2009

ELETRICIDADE - PRIMEIROS SOCORROS

SAÚDE: CHOQUE ELÉTRICO. O QUE FAZER?

Clic no link acima ou veja em: http://georgedlima.blogspot.com/2009/11/saude-choque-eletrico-o-que-fazer.html

MUDANÇAS A VISTA NA RCP


São Paulo/SP - Novos estudos constatam que a taxa de sobrevivência é três vezes maior em pessoas submetidas apenas a compressão torácica. Tema será discutido no Simpósio de Emergências Cardiovasculares, em São Paulo, nos dias 30 e 31 de outubro.O que era considerado um aliado no atendimento de emergência em caso de parada cardíaca, agora é visto como prejudicial. Estudos realizados nos Estados Unidos revelam que a massagem cardíaca sozinha é mais eficaz do que quando aliada à respiração boca a boca. E os cardiologistas vão além, a ressuscitação cardiopulmonar (RCP) atrapalha, principalmente nos dez primeiros minutos do atendimento.
Essa mudança de conduta faz parte das novas diretrizes da ILCOR (Aliança Internacional dos Comitês de Ressuscitação) , que passam a valer em 2010, no mundo todo. “Esses protocolos de atendimento são atualizados a cada cinco anos. Durante o Simpósio de Emergências Cardiovasculares e Ressuscitação vamos antecipar esse novo consenso internacional em emergência e ressuscitação. Todo o programa científico é baseado no detalhamento destas modificações”, revela Sérgio Timerman, presidente do evento e cardiologista da SOCESP.
O cardiologista explica que a compressão torácica deve ser realizada sem interrupções, principalmente nos dez primeiros minutos no processo de ressuscitação. “Quando a respiração boca a boca é adotada, automaticamente a massagem cardíaca é interrompida, já que o os dois procedimentos são intercalados” , explica Timerman.
Dois estudos realizados nos Estado Unidos corroboraram para o novo conceito. O primeiro, no Arizona, mostra que o índice de sobrevivência com alta hospitalar quando utilizado o método de ressuscitação com auxílio da respiração boca a boca foi de 9% e aumentou para 25% quando apenas a massagem cardíaca foi adotada. O segundo levantamento, feito em Kansas, Missouri, o percentual de sobrevivência saltou de 15% para 52%, quando a ventilação não foi usada. “A taxa de sobrevivência é, em média, três vezes maior nos pacientes submetidos a apenas a compressão torácica. Não há dúvidas que as novas diretrizes vão ajudar a salvar mais vidas”.
O Simpósio de Emergências Cardiovasculares e Ressuscitação - Antecipando as diretrizes 2010, promovido pela Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP, deve reunir mais de 500 profissionais de saúde, entre médicos, socorristas e enfermeiros. “95% das pessoas que sofrem um ataque cardíaco repentino morrem antes de chegar ao hospital. Para reverter esse número, é preciso treinamento e atualização constante dos profissionais de saúde. Por isso a importância do evento”, conclui Sérgio Timerman.

Fonte: DOC Press Comunicação
Revista Emergência

quinta-feira, novembro 05, 2009

CEIA / STV REALIZA DOAÇÕES














É com grande alegria que a CEIA - Central de Educação, Informação e Assistência, através do Espaço Segurança do Trabalho e da Vida - STV de acordo com o Programa Segurança com Inclusão Social entregou a AMAR - Sociedade de Estudos Espíritas,FEIS - Fraternidade Espírita Irmã Scheilla e a Sociedade Espírita O SEMEADOR cinco luminárias de emergência para reforças suas já ótimas instalações. Atuando de forma prevencionista e ciente de que essas amorosas instituições vivem de doações e de nossa solidariedade e pensando sempre no conforto,bem estar e segurança da população que ali visita,em caso de falta de energia elétrica pela concessionária,evitar-se-á situações de pânico e transtornos. De fato,nunca houve situações como essa,mas quem é prevencionista não espera para ver,não é?
Instituições como essa e outras tantas precisam de doações prevencionistas como placas de saída,rota de fuga,extintores de incêndio(de preferência tipo ABC) e orientações técnicas sempre.
A CEIA,através do STV está fazendo sua parte. Cada profissional pode colaborar com seu conhecimento e habilidades em vários ramos tais como Administração,Odontologia,Nutrição,Medicina,Economia,Contabilidade. Precisa-se sempre de Encanadores,Eletricistas,Cabeleireiros,Fretistas,entre outros. Além das doações materiais que são importantes,seu conhecimento também é uma fonte de ajuda. Doe seu tempo e vontade uma vez por semana,duas vezes do mês,devagarzinho e sempre ajudamos quem precisa. Não custa nada e o sorriso que você proporcionará ajudará muito mais.
Já temos nutricionistas e dentistas que ja foram mobilizados mas precisamos de muito mais deles e de outras áreas.
Seja um Voluntário da CEIA. Informe-se pelo meu e-mail trajanomanoel@gmail.com ou pelo tel 71-9155-0556.
Você pode contribuir a nível de sua Cidade,seu Estado e quem sabe,seu País.
Abraço,
Trajano